Menu

[Pesquisa] Budget Trends 2017-2018: caminhos para conquistar previsibilidade financeira nos negócios

Publicado dia 28 de março de 2018

Budget Trends 2017-2018Com tantas mudanças e acontecimentos no cenário político-econômico brasileiro nos últimos anos, é inevitável que surjam novos desafios também para a gestão das organizações. Se lembrarmos que 2018 é ano eleitoral, melhor se preparar para as possíveis oscilações da economia. Por isso, é fundamental que o empreendedor saiba quais as principais ações e caminhos serão possíveis para continuar crescendo, ou retomar o crescimento.

Conquistar essa previsibilidade financeira nos negócios é totalmente possível, mesmo com as adversidades do mercado, por meio do uso das ferramentas corretas. Como por exemplo: analisando da melhor forma os dados que já possui e, ainda, com um profissional ou serviço que te mostre as possíveis direções para o sucesso da organização.

Entender essas e outras questões, como tendências de mercado, não é tarefa fácil. Para tentar fortalecer o setor e dar subsídios às organizações, principalmente no que se refere à Orçamento Empresarial, surgiu a pesquisa Budget Trends, a mais completa pesquisa sobre Planejamento e Controladoria já realizada no Brasil.

Na primeira edição, em 2016-2017, falamos sobre a importância do Orçamento Empresarial e como ele é uma poderosa ferramenta de gestão organizacional na hora de conquistar a previsibilidade financeira. Também apresentamos dados e informações preciosas sobre o mercado de Finanças e Controladoria nos dois últimos anos, tanto de balanço como de perspectivas.

O Budget Trends 2017 – 2018 traz dados e números bastante relevantes, principalmente para incentivar a implementação e fortalecimento da cultura orçamentária nas empresas. Tudo para o sucesso de quem acredita que é preciso evoluir em processos e ferramentas nas áreas de Finanças e Controladoria. Portanto, à medida que apresentamos alguns números, vamos dar insumos do quê e como fazer.

Confira os resultados obtidos e aproveite para realizar um balanço da sua empresa e avaliar como está sua gestão organizacional, considerando todos os pontos levantados durante a pesquisa. Veja um pouco do que vai encontrar na pesquisa:

O Budget Trends é uma iniciativa da Treasy, em parceria com a Ferreira Filho Associados. Na edição de 2017 – 2018, a pesquisa contou, ainda, com o apoio de quatro empresas: Grupo Meta, Bluesoft, Arquivei e Leão Bravo.

Como obter previsibilidade financeira nos negócios

Um ponto chamou atençãodurante os dois anos de pesquisa, tanto na Budget Trends 2016 – 2017, como nesta edição, observamos que há uma busca maior das empresas por uma da Gestão Econômico-financeira mais eficiente e eficaz. Isso fica claro ao verificar que houve um aumento, ainda tímido, no percentual de organizações que passaram a buscar ferramentas e processos adequadas para ter mais previsibilidade nos negócios. Além de tentar profissionalizar a área para obter resultados melhores.

Um exemplo disso foi a queda no número de empresas que ainda não possuem uma área de Planejamento e Controladoria. Na pesquisa deste ano, 37% afirmaram ainda não ter essa área na empresa, contra 39% no ano anterior, uma redução de 5%.

Em complemento, ao serem questionadas por que criar a área de Controladoria, dentre as empresas que possuem o setor, 29,3% buscavam melhoria dos processos internos e controle das informações e 10,30% queriam fazer gestão e mensurar resultados.

Esses dados permitem uma importante percepção do mercado, principalmente se considerarmos a pesquisa realizada pelo Sebrae em 2016, que apresenta a taxa de sobrevivência das empresas com até 2 anos (excluindo o Microempreendedor Individual – MEI), que chegou a 58%. Dentre os motivos mais comuns para isso estão: falta de planejamento, principalmente financeiro, e falta de Gestão Orçamentária. Alguns citaram, por exemplo, que não acompanhavam Receitas e Despesas com rigor.

Como 2017 não foi um ano fácil para ninguém, o maior desafio no Planejamento e Controladoria do ano anterior foi a queda de Demanda/Faturamento (53,6%). O pior, é que esse desafio se mantém no topo quando questionadas sobre os desafios para 2018. 

A demanda de previsibilidade também fica bastante clara durante a pesquisa. Embora a preocupação com redução de custos seja perceptível, ao serem questionados sobre a coisa mais importante para os profissionais do setor, 72,3% responderam ter a empresa nas mãos, sabendo como antecipar cenários, ou seja, ter previsibilidade financeira. Na sequência vem: entender alternativas e tendências de mercado, utilizando o que há de melhor dentro da empresa (63,8%) e reduzir custos de forma inteligente (53,9%).

Budget Trends 2017-2018

Principais tópicos abordados no Budget Trends 2017-2018

  • Profissionalização da Gestão Econômico-financeira
    • Índice de sobrevivência das empresas
  • Por que fazer Gestão Orçamentária?
    • Processo e ferramentas orçamentárias
  • Metodologias e mecânica do Orçamento Empresarial
    • Nível de detalhamento do Orçamento Empresarial
    • Resultados e tomadas de decisão
  • Desafios passados e futuros
    • Custos e Despesas
  • Previsibilidade financeira

Perfis dos respondentes

A pesquisa foi toda feita on-line, com respostas anônimas e foco nos profissionais de todo o Brasil das áreas de Finanças e Controladoria, que representaram, 57,1% dos respondentes.

Observamos, aqui, dois pontos de atenção quando a questão é o perfil dos profissionais: sexo e faixa etária. A maioria dos cargos é ocupada por homens 70%, contra 30% de mulheres. Mesmo tendo uma leve redução na diferença em relação à pesquisa do ano passado, a disparidade em relação ao sexo dos profissionais ainda é bem grande.

Já se analisarmos o perfil das empresas, vimos que 57,8% são Prestadoras de Serviço, das quais 21% correspondem a Serviços Globais e Consultoria. Resultado semelhante à pesquisa de 2017. Já a participação da Indústria foi de 20,3% do total de respostas e do comércio 17,4%, com um leve aumento da primeira e queda da segunda em relação ao ano anterior.

Um dado importante para compreendermos muitas das informações levantadas durante a pesquisa é em relação ao tamanho da empresas respondentes, 72% das respostas vieram de empresas entre 1 e 200 funcionários, destas, 39,1% mais precisamente, possuem de 11 a 200 colaboradores.

Esperamos que você a pesquisa seja uma fonte de inspiração e conhecimento para o Orçamento Empresarial da sua empresa. Além de trazer subsídios especialmente as áreas de Finanças e Controladoria.

Talvez você também queira ler um destes:

Deixe um comentário

Você precisa estar logado para postar um comentário. Clique aqui para fazer o login