Menu

Tecnologias nos Negócios: Como viver uma nova era?

Publicado dia 18 de dezembro de 2017

Desde o princípio, a tecnologia faz parte fundamental do ambiente corporativo e essa forte influência deve continuar impactando os negócios nos próximos anos. Especialistas chamam de a quarta revolução industrial, outros de indústria 4.0, mas, a verdade é que, independentemente do nome, grandes mudanças ocorrerão com as tecnologias nos negócios e a transformação digital.

Transformação-digital

Possivelmente, mais da metade das tecnologias que hoje ainda não são utilizadas pelas empresas, passarão a ser nos próximos anos e, com tantas tecnologias emergentes, o desafio maior é manter-se atualizado e saber qual direção seguir.

Nem todas terão o poder de alterar o cenário empresarial ou social de imediato, mas algumas realmente têm o potencial de interromper o status quo, alterando a forma como as pessoas vivem e trabalham.

Com base nessas previsões, preparamos um post com as tecnologias mais promissoras, explicando como cada uma delas funciona, em que se aplicam, os desafios de implementação e os segmentos que mais serão impactados com elas. Pronto para entrar em uma nova era de tecnologia no mundo dos negócios? Então, continue lendo!

BI (Business Intelligence)

O que é: significa inteligência de negócios e trata-se de um sistema complementar ao Big Data, que tem a função de coletar e armazenar os dados gerados pelo negócio.

O Business Intelligence tem uma função analítica, agrupando e segmentando os dados para revelar informações automaticamente aos gestores. É uma maneira inteligente de coletar, organizar, analisar, compartilhar e monitorar informações que darão suporte à gestão.

Business Intelligence trata, portanto, de um conjunto de teorias, metodologias, processos e estruturas que, graças à tecnologia, transforma dados brutos em informação útil para tomadas de decisões estratégicas. Perceba que softwares de BI vão muito além de planilhas, pois além de automatizarem a coleta e a extratificação dos dados, os mantém de maneira muito mais segura, com uma visualização muito mais compreensível.

Como funciona: um software executa funções pré-programadas com o intuito de localizar, relacionar e interpretar padrões reconhecíveis em um grande volume de dados que não estejam organizados.

Vantagens: ajuda os gestores a identificarem tendências de mercado, realizarem projeções de resultados com maior precisão, se anteciparem as demandas e tomarem decisões mais corretas.

Desafios a serem superados: mesmo utilizando softwares hospedados em nuvem, o BI envolve investimentos relativamente altos, pois exige sistemas complexos e com uma inteligência artificial bem refinada.

Segmentos que mais podem se beneficiar: os setores financeiro, do varejo, de seguros, de marketing e educação são os que mais podem ser impactados pelo BI em um curto período de tempo.

IA (Inteligência Artificial)

Inteligência Artificial

O que é: é um mecanismo que torna possível as máquinas compreenderem o ambiente a sua volta, suas funções e tomarem decisões por conta própria, de acordo com a programação.

Em um nível mais avançado, a Inteligência Artificial permite que as máquinas identifiquem mudanças de cenário, aprendam com suas experiências e modifiquem sozinhas os seus padrões de comportamento para se adequarem as novas condições.

Como funciona: através de uma programação de computador avançada, o software é capaz de coletar dados do ambiente externo (temperatura, textura, sons, imagens) e processar informações sobre as condições atuais.

De acordo com a programação, se houver alguma oscilação no ambiente, ele faz uma análise para identificar se é apenas uma mudança temporária ou permanente. Se for permanente, os desvios padrões são reprogramados automaticamente por ele.

Vantagens: ajuda a realizar diagnósticos médicos automaticamente e com maior precisão, analisa riscos, ameças e oportunidades de negócios, permite a automação de processos industriais, elabora planejamentos, possibilita a fabricação de veículos autônomos, faz pesquisas online e muitas outras funções.

Desafios a serem superados: poucos profissionais de TI conhecem bem ou são qualificados nessa área. Além disso, a baixa oferta e demanda no mercado torna a tecnologia cara, ineficiente e sem um suporte adequado.

Segmentos que mais podem se beneficiar: os setores industrial automotivo, de TI, de transporte e logística, de pesquisa e desenvolvimento e saúde podem ter uma boa evolução com essa tecnologia em breve.

IoT (Internet of Things)

O que é: significa internet das coisas e representa a conexão entre objetos e aparelhos eletrônicos por meio da internet. Com essa tecnologia é possível monitorar e acionar tarefas remotamente em carros, casas e eletrodomésticos. Uma geladeira pode ter as funções de descongelamento e autolimpeza ativados a distância e a qualquer hora através do smartphone.

Como funciona: sensores são reconhecidos por um software que, ligados a rede, podem ser acessados e controlados a distância. Geralmente, as funcionalidades são centralizadas em um Dashboard (painel de controle) de uma plataforma online (hospedada na nuvem).

Vantagens: Aumenta o poder de processamento de dados e análises, melhorando a comunicação entre setores distintos e possibilitando a expansão da automação de processos nas empresas.

Desafios a serem superados: os riscos ligados a invasão de sistemas e roubos de dados exigem um investimento maior na segurança da informação, armazenamento e gestão de dados.

Segmentos que mais podem se beneficiar: os serviços de saúde, financeiros, de transporte, de telecomunicações e infraestrutura urbana são alguns exemplos de setores da economia que podem vir a utilizar o IoT mais cedo.

Plataformas Autônomas

O que são: são sistemas de gestão baseados em ERP (Enterprise Resource Planning), porém dotados de uma inteligência artificial mais aprimorada, tornando-se capazes de integrar sozinhos os processos existentes, se autoconfigurarem, se auto-otimizarem, monitorarem e controlarem os recursos disponíveis.

Como funciona: sensores ligados a softwares se comunicam via Wi-Fi, transmitindo e analisando dados de todos os departamentos da empresa. Tudo pode ser consultado através de um painel de controle (Dashboard) que centraliza em uma única página a sequência de ações tomadas contendo as informações de data, o que foi feito, como e porque.

Vantagens: favorece um nível maior de automação industrial, comercial e de serviços. Os robôs não só realizarão processos operacionais, que antes eram realizadas manualmente, como passarão a executar também tarefas de nível gerencial, sendo capazes de gerenciar um negócio inteiro por si só. Sem o aspecto emocional nas decisões, a empresa pode se beneficiar de ações mais rápidas e certeiras.

Desafios a serem superados: assim como muitas tecnologias apresentadas até aqui, falta conhecimento sobre ela, não há oferta suficiente e suporte adequado, tornando-a um investimento muito alto.

Segmentos que mais podem se beneficiar: os segmentos de manufatura, TI, indústria automotiva, aeroespacial e mecatrônica devem aproveitar bem essa tecnologia.

Os avanços acontecem a níveis exponenciais e, cada vez mais, as tecnologias nos negócios devem ditar o ritmo em vários segmentos do mercado.

Para o profissional da Controladoria, essas tecnologias auxiliam na automatização do operacional para que as energias sejam focadas no estratégico. Ao invés de se preocupar em coletar dados e levar horas (e dias) elaborando relatórios gerenciais em planilhas, os profissionais de controladoria e finanças focam na análise desses dados, ou seja, transformam dados em informação. Com isso, ganham em produtividade e conseguem fazer a ponte que precisam para orientar outros departamentos em seus processos de tomada de decisão para alcançar os resultados esperados.

Se você é um profissional que se preocupa em ficar atualizado com as novas tecnologias nos negócios, deve saber também a importância de ter um Software de Gestão Orçamentária na sua empresa. Ele integra informações do seu Business Intelligence e ERP, projetando informações financeiras para você ganhar previsibilidade nos negócios. Se você ficou interessado em conhecer mais sobre o Treasy, aproveite para testar a ferramenta por 7 dias gratuitamente. É só acessar o link:

Cadastre-se no TreasyEsperamos que este artigo tenha sido útil a você. Deixe um comentário contando o que achou e compartilhe conosco qualquer outro conhecimento que possa contribuir com o tema. Fique à vontade também para compartilhar este post com seus colegas.

Sobre o autor

Logo-Saia-do-Lugar

Este artigo foi escrito pela equipe do Saia do Lugar especialmente para os leitores do Blog da Treasy. O blog Saia do Lugar e a Rock Content ajudam centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing.

 

Talvez você também queira ler um destes:


Also published on Medium.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *