Controller Cast #08 – Tudo sobre bitcoin, blockchain e ethereum, com Piero Contezini

Publicado dia 8 de fevereiro de 2018

Controller Cast sobre Bitcoin, Blockchain e EthereumSe você não esteve fora do planeta Terra nos últimos meses, com certeza ouviu falar sobre moedas digitais, além de ver alguns termos em inglês que estão valendo mais do que uma barra de ouro. Mas você sabe o que é bitcoin? Ou blockchain? E ethereum? Caso não conheça, não se desespere, nossa ideia foi exatamente entender melhor esses termos e saber o que pode mudar no dia a dia.

No episódio #08 do Controller Cast, convidamos Piero Contezini, CEO da AsaaS, para explicar mais sobre essas três palavrinhas que têm deixado muita gente em dúvida, sobre as moedas e contratos digitais: bitcoin, blockchain e ethereum. Escute agora mesmo pelo player o nosso podcast que tem o objetivo de tornar o time de controladoria ainda mais estratégico. Se preferir, também pode acessar nosso canal no Soundcloud.

O Controller Cast é um podcast pensado especialmente para profissionais das áreas de Planejamento, Controladoria e Finanças. Nele discutimos temas relacionados com a área, trazendo insights, conteúdos práticos e entrevistas com profissionais que estão fazendo a diferença em suas empresas.Veja também os episódios anteriores, se você perdeu algum é só conferir aqui:

#01: Controller Cast com Marcio Andrade, Controller da ContaAzul, para entender os desafios da Controladoria em uma empresa de crescimento acelerado;

#02: Controller Cast com Daniela Sousa, Controller de uma holding, sobre sua experiência na implantação dessa metodologia em um grande grupo de empresas;

#03: Controller Cast com Cícero Ferreira Filho, Sócio da Consultoria Ferreira Filho, sobre como implantar a metodologia Orçamento Base Zero (OBZ) na prática;

#04: Controller Cast com Suzanne Sampaio, Coordenadora de Controladoria, sobre o desafio de implantar uma área de Controladoria;

#05: Controller Cast com Rafael Martins, Analista de Controladoria, sobre Transição de Carreira do Financeiro para Controladoria;

#06: Controller Cast com Alvaro Soncini, Controller na 99 Taxi, sobre Auditoria e Due Diligence;

#07: Controller Cast com Rui Cadete, Rui Cadete Consultoria, sobre Contabilidade do Futuro.

Sobre Piero Contezini

Controller Cast com Piero Contenzini sobre Bitcoin, Blockchain e Ethereum

Piero Contezini é programador por formação, mentor de startups e empreendedor nato, principalmente nas áreas de finanças e tecnologia. Foi sócio-fundador da Informant, empresa no segmento de serviços de pesquisa e desenvolvimento de software web, mobile e embarcados, e da ContaAzul. Em 2013, criou a fintech AsaaS, que oferece tecnologia de gestão de cobranças, geração de boletos e antecipação de recebíveis para MEIs, autônomos e micro e pequenas empresas. A Motoboy.com e a GuiaBolso também fazem parte do currículo do desenvolvedor.

Um bate papo sobre a bitcoin, blockchain e ethereum

Veja o que conversamos no nosso bate papo:

  • Piero, é possível trazer um exemplo bem prático para que uma pessoa leiga consiga entender melhor o que é o Bitcoin?
    • É uma moeda [representada por uma sequência numérica], mas diferente das tradicionais porque não tem órgão centralizador, como a Casa da Moeda.
    • Outra diferença é que as partes que operam o bitcoin é o que dá valor a ele.
    • O bitcoin é um problema matemático, em que cada moeda leva o dobro do tempo para ser descoberta do que a moeda anterior.
    • Há uma sequência finita de moedas. Ou seja, o bitcoin tem um limite de emissões que é estimado em 21 milhões de moedas.
    • A primeira pessoa que encontra a solução do problema registra essa solução em um livro, também digital, e reclama a propriedade sobre essa moeda. As outras partes conferem o problema e concordam que é, de fato, a solução adequada.
  • Essa moeda tem características bem específicas. Como começou essa história?
    • Quem publicou a ideia do bitcoin foi um anônimo, chamado Satoshi Nakamoto.
    • Mas, por meio de análise, descobriram que Satoshi era um nome fictício e, na verdade, quatro pessoas estavam por trás da criação do bitcoin.
    • Inicialmente os problemas matemáticos foram criados na deep web (local onde circula conteúdo que não é indexado pelos mecanismos de busca padrão).
    • A ideia surgiu a partir de um problema real que era transferir dinheiro pela Internet sem usar o sistema financeiro tradicional.
    • Inicialmente foi criado um problema que valeria um pouco de dinheiro referente ao custo de energia, na época, para descobrir essa moeda.
  • Ou seja, estamos falando que piratas da Internet criaram essa moeda. Também tem o fato de não ter um órgão regulador. Isso pode soar estranho e as pessoas não acharem seguro. Você acha que é algo seguro? Quem regula o bitcoin hoje?
    • Na prática, talvez o bitcoin seja a moeda mais segura existe.
    • O código como ela funciona é aberto na Internet, qualquer pessoa pode baixar e conferir.
    • A validação da moeda é feita a partir do consenso entre todos que estão conectados à rede.
    • Você não consegue copiar uma moeda pois as outras pessoas irão invalidar essa operação.
    • É uma moeda deflacionária porque é mais complexa de encontrar, igual o ouro. Ou seja, a medida que as pessoas querem mais, ela se torna mais cara.
  • Aproveitando o gancho da segurança, já ouvi você falando de alternativas que considera mais seguras como o Ethereum. Como ele funciona? Por que você confia mais nessa solução?
    • A Fundação Ethereum, que é dona do Ether, é uma fundação formada por canadenses.
    • O Ether é uma moeda, um sistema de contrato inteligente e foi criado com a ideia de substituir toda regulação de contrato tradicional.
    • É possível programar uma moeda e isso resolve questões de má fé, por exemplo.
    • Como funciona o Ether? Ao fechar um contrato, você codifica ele na moeda, as duas partes concordam que ele vai ser executado com certeza.
    • O código é a lei.
  • Legal, Piero! Voltando um pouco para o Bitcoin, entendemos que é algo para estar atento. Mas, atualmente, como está sendo comercializada, conseguimos explicar melhor como é feita a transação? As pessoas conseguem trocar a moeda por produto ou serviço?
    • É possível comprar bitcoins em corretoras, inclusive é a maneira mais segura.
    • O valor do bitcoin varia muito, então o ideal é tomar uma decisão sobre qual fim quer usar a moeda: como instrumento de troca (compra e venda de produtos e serviços) ou para guardar, investir.
  • Ouvimos muito falar em bitcoin, mas nem tanto em blockchain. Como surge o blockchain nesse cenário?
    • A tecnologia blockchain criou um conceito onde há uma espécie de livro que é compartilhado por todas as partes, é validado e pode ser completamente modificado por uma das partes, desde que as demais concordem.
    • Essa tecnologia pode resolver alguns problemas como registro de imóveis.
  • O blockchain é um site, um aplicativo? Tem como consultar ele?
    • O blockchain é um arquivo que fica compartilhado via BitTorrent.
    • Todas as entradas no blockchain são registradas em linha, por meio de assinaturas digitais pelas pessoas que entraram e validadas pelas demais.
    • Todas as mudanças nesse arquivo são rastreáveis.
  • Se pensarmos nos empreendedores, o que acha que muda ou pode mudar? Onde essas tecnologias podem ser risco ou oportunidade?
    • Todo tipo de tecnologia que a informação vale dinheiro por estar compartilhada e atualizada em tempo real é uma oportunidade muito grande.
  • Podemos listar algumas aplicações que já são realidade na área e finanças e controladoria
    • Transferência de dinheiro entre países via whirlpool.
    • Transferência de dinheiro entre telefones, sem precisar conectar na Internet.
    • No Brasil, ainda não é possível ver coisas mais operacionais por causa da regulamentação.
  • Quem você acredita que pode encabeçar esse processo de aplicação dessas tecnologias no dia a dia?
    • Com certeza, a iniciativa privada será a grande responsável pela implementação das tecnologias.
    • A maior ameaça é ao governo porque tira dele o poder de tomar o patrimônio caso encontre algo que interesse. Rompe a estrutura monetária de cada Estado.
  • Você acha que a moeda é um bom investimento? Você mesmo já é um dos que investe nela ou pensa na possibilidade?
    • A partir do momento que você adquire um bitcoin, ninguém mais pode tirar de você.
    • Vale a pena investir em bitcoin, mas é muito importante entender que a volatilidade é muito alta. Portanto, se o objetivo do investimento é para ganhos rápidos e liquidez, não é o melhor caminho.

É inevitável estar atento para as novas tecnologias e verificar como elas podem afetar seu negócio. No caso, das moedas e contratos digitais, além da questão monetária, também há questões legais. Como mencionamos no bate-papo, muita coisa ainda precisa ser regulamentada no Brasil. Mas isso não significa que já não seja uma realidade. Fique atento e avalie se não é uma chance de fazer algumas inovações na sua empresa.

Esperamos que você goste da nossa entrevista com o Piero Contezini e consiga tirar boas ideias para sua carreira. Assine nossa newsletter para ficar sabendo dos próximos Controller Cast!

Talvez você também queira ler um destes:


Também publicado em Medium.

Deixe um comentário

Você precisa estar logado para postar um comentário. Clique aqui para fazer o login