IFRS x BR GAAP x US GAAP: como as normas da Contabilidade Internacional influenciam na gestão orçamentária?

Publicado dia 31 de março de 2017

Em 1887, o médico Ludwik Lejzer Zamenhof publicou a versão inicial do esperanto, um idioma criado para ser uma língua fácil de aprender e que pudesse servir para toda a população mundial. O esperanto, portanto, não nasceu para substituir todos os idiomas, mas sim para que fosse usado como a segunda língua de todo o mundo.

IFRS x BR GAAP x US GAAP - gestão orçamentáriaEntão, imagine se nesse exato momento você estivesse lendo esse mesmo texto em esperanto. Você é um gerente de controladoria do Japão. Nada mal, não é mesmo?

Bom, mas continuando a usar a imaginação, suponha que sua empresa precise apresentar o Demonstrativo de Resultados do Exercício para a área contábil de uma companhia europeia. Se o demonstrativo não estiver seguindo uma norma conhecida e aceita por ambas as empresas, não adianta nem falar esperanto que o negócio não irá pra frente.

Isso significa que quando falamos em demonstrações e resultados contábeis estamos falando de princípios, regras e normas que tornam tudo mais padronizado – mais ou menos como se agora estivéssemos todos discutindo esse tema em esperanto.

E que normas e princípios são esses? No artigo Contabilidade Internacional: como as IFRS (Normas Internacionais de Contabilidade) resolvem “Torre de Babel” da comunicação contábil e financeira mencionamos as IFRS e as US GAAP. Agora resolvemos trazer essa discussão mais para perto da gestão orçamentária e entender as diferenças entre IFRS x BR GAAP x US GAAP.

O que é GAAP?

Antes de abordarmos as diferenças entre IFRS x BR GAAP x US GAAP, vamos ver cada conceito separadamente.

Acrônimo de Generally Accepted Accounting Principles, o GAAP seria, em português, “Princípios Contábeis Geralmente Aceitos”. Como a definição já explica, GAAP é exclusivamente do território contábil, e não fiscal ou tributário como muitos podem pensar.

A sigla GAAP não vem sozinha. Isso porque ela vem precedida de mais duas letras que representam o país a que a norma está relacionada. Assim, trazendo para o contexto deste artigo, temos as BR GAAP e as US GAAP, conforme veremos a seguir.

IFRS x BR GAAP x US GAAP: sobre as BR GAAP

Definições explicadas, agoraBR GAAP USA GAAP contabilidade internacional fica fácil entender que as BR GAAP estão relacionadas com os Princípios Contábeis geralmente aceitos no Brasil. Em outras palavras, a denominação BR GAAP é dada ao conjunto de normas, leis e princípios que regem a ciência contábil aqui no nosso país.  

Quando falamos em GAAP é muito comum fazermos a associação com os Estados Unidos. Na verdade, se voltarmos no tempo veremos que por um bom período a contabilidade brasileira inspirou-se na norte-americana.

Hoje o quadro mudou, mas para você entender melhor, pense que as BR GAAP são como o apelido do conjunto de normas contábeis em vigor no Brasil. Esse conjunto é formado por normas provenientes de diversos órgãos, como:   

  • Lei 6404/76 (a Lei das Sociedades por Ações ou Lei das S/A.): principal lei que norteia a contabilidade em nosso país;
  • Leis 11.638/07 e 11.941/09: alterações da Lei acima;
  • Resoluções, Circulares, Comunicados e afins de órgãos como o Conselho Federal de Contabilidade (CFC);
  • Conselho Monetário Nacional (CMN);
  • Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP);
  • Banco Central (BACEN);
  • Comissão de Valores Mobiliários (CVM);
  • Receita Federal do Brasil (RFB);
  • Superintendência de Seguros Privados (SUSEP).

IFRS x BR GAAP x US GAAP: sobre as US GAAP

Seguindo a partir do mesmo raciocínio que as BR GAAP, já entendemos que as US GAAP são os Princípios Contábeis geralmente aceitos nos Estados Unidos, ou seja, o padrão contábil adotado pelos EUA (mais precisamente pela SEC – Securities and Exchange Commission – Comissão de Valores Mobiliários).

O órgão que emite tais normas e princípios – e que também é responsável pela regulamentação das práticas contábeis na terra do Tio Sam – é a FASB (Financial Accounting Standards Board). Todas as empresas de outros países que forem negociar com alguma organização dos EUA devem utilizar as US GAAP.

IFRS x BR GAAP x US GAAP: sobre as IFRS

Também conhecidas por International Financial Reporting Standards, as IFRS são as normas emitidas pelo Conselho de Normas Internacionais de Contabilidade (em inglês, International Accounting Standards Board – IASB).

IFRS x BR GAAP x US GAAP - sobre as IFRSAs IFRS definem as ações que devem ser seguidas para mensuração, reconhecimento, apresentação e divulgação de informações financeiras, econômicas, patrimoniais e especiais das demonstrações. O objetivo das IFRS é, portanto, que as normas contábeis sejam internacionalizadas e tenham um padrão mundial.

Como vimos no artigo Contabilidade Internacional: como as IFRS (Normas Internacionais de Contabilidade) resolvem “Torre de Babel” da comunicação contábil e financeira, aqui no Brasil utilizamos as IFRS quando falamos de contabilidade internacional.

Principais vantagens das IFRS:

  • Oferecem uma linguagem única para expressar linguagem financeira e econômica das empresas (como se fosse o esperanto que comentamos no início);
  • Facilidade na harmonização da leitura para o balanço patrimonial das empresas.

E qual a diferença entre IFRS e GAAP?

Bom, já vimos cada conceito separadamente. Agora, antes de trabalharmos com o trio IFRS x BR GAAP x US GAAP, vamos ver o par IFRS x GAAP.

A principal diferença entre IFRS e GAAP você já consegue achar apenas olhando para as definições de cada uma. Mas claro que não faremos você voltar no texto, então, apenas para relembrar e destacar:

  • As IFRS têm o objetivo de padronizar mundialmente a contabilidade. Imagine um relatório contábil aqui no Brasil e outro no Reino Unido. Com as IFRS haverá um padrão e o relatório em questão estará conforme o padrão definido (o que o tornará acessível e compreensível);
  • As GAAP são as legislações contábeis de cada país (sempre haverá duas letras antes de “GAAP” que identificará a que país a norma se refere).

Hora de comparar: IFRS x BR GAAP x US GAAP

IFRS x BR GAAP x US GAAP - hora de compararAgora que entendemos cada conceito separadamente, vamos ver um breve comparativo entre IFRS x BR GAAP x US GAAP, com relação aos itens:

  • Primeira elaboração de demonstrações financeiras ou primeira aplicação de norma contábil
  • Base de valor contábil
  • Moeda de apresentação das demonstrações financeiras e de mensuração
  • Componentes de demonstrações financeiras
  • Balanço Patrimonial
  • Formato da demonstração de resultado
  • Demonstração dos fluxos de caixa – formato e método

Primeira elaboração de demonstrações financeiras ou primeira aplicação de norma contábil

  • IFRS: Exigem aplicação retroativa das IFRS em vigor na data de apresentação das primeiras demonstrações financeiras seguindo o padrão IFRS. No que diz respeito à aplicação de novas normas, cada uma delas especifica o tratamento na primeira adoção.
  • US GAAP: Exigem aplicação retroativa das normas correspondentes. No que diz respeito à aplicação de novas normas, cada uma delas especifica o tratamento na primeira adoção.
  • BR GAAP: Não há uma norma específica. Na prática, exige-se a aplicação retroativa de todas as práticas contábeis adotadas no Brasil em vigor na data das primeiras demonstrações financeiras da empresa. No que diz respeito à aplicação de novas normas, cada uma delas especifica o tratamento na primeira adoção.

Base de valor contábil

  • IFRS: Utiliza o custo histórico. Os ativos intangíveis, o ativo permanente e as propriedades para investimento podem ser reavaliados a valor justo.
  • US GAAP: Não são permitidas reavaliações, exceto em caso de instrumentos financeiros derivativos e outros que devem ou podem ser avaliados ao valor justo.
  • BR GAAP: Utiliza o custo histórico e itens do ativo imobilizado podem ser reavaliados.

IFRS x BR GAAP x US GAAP-demonstrações financeirasMoeda de apresentação das demonstrações financeiras e de mensuração

  • IFRS: Exige que o lucro seja mensurado utilizando a moeda funcional. No entanto, empresas podem apresentar suas demonstrações financeiras em uma moeda diferente.
  • US GAAP: De acordo com as regras da SEC, empresas não americanas registradas podem escolher a moeda de apresentação das demonstrações financeiras.
  • BR GAAP: Demonstrações financeiras devem ser apresentadas na moeda do país. Demonstrações financeiras de empresas já consolidadas e operantes em outros países serão na moeda funcional da respectiva empresa. Posteriormente haverá a conversão para a moeda do país.

Componentes das demonstrações financeiras

  • IFRS: devem ser apresentados o balanço patrimonial, as demonstrações de resultado dos fluxos de caixa e informações referentes ao patrimônio líquido de dois anos, no mínimo.
  • US GAAP: Similar às IFRS. A diferença é que as empresas com registro na SEC devem apresentar todas as demonstrações dos últimos 3 anos, com exceção do balanço patrimonial.
  • BR GAAP: Similar às IFRS. A diferença é que ao invés de apresentar o demonstrativo de fluxo de caixa deve-a apresentar a demonstração das origens e aplicações dos recursos.

Balanço Patrimonial

Para reforçar: o Balanço Patrimonial, juntamente com o Demonstrativo de Resultados do Exercício (DRE) e o Demonstrativo de Fluxo de Caixa (DFC), faz parte das principais demonstrações contábeis e gerenciais de uma empresa.

  • IFRS: Não possuem um formato específico definido, mas exigem que haja a separação entre ativos e passivos correntes e não-correntes. Também é preferível a apresentação dos ativos e passivos por ordem de liquidez em relação à separação entre correntes e não-correntes apenas quando apresenta informação mais confiável e relevante sobre a empresa. Além disso, certos ativos e passivos devem obrigatoriamente ser apresentados no balanço patrimonial.
  • US GAAP: Empresas podem apresentar um balanço patrimonial classificado ou não. Geralmente, os itens apresentados separadamente no balanço patrimonial aparecem em ordem decrescente de liquidez.
  • BR GAAP: Ativos e passivos são segregados entre os grupos de circulante e não-circulante. Dentro desses grupos, os ativos e passivos são apresentados em ordem decrescente de liquidez, com agrupamento de contas visando facilitar o conhecimento e a análise da situação financeira da empresa.

IFRS x BR GAAP x US GAAP fluxo de caixaDica Treasy: Balanço Patrimonial: O que é, como usar e dicas práticas.

Formato da demonstração de resultado

  • IFRS: Não há um formato padrão, mas os gastos devem ser apresentados ou por função ou por natureza. Alguns itens devem ser apresentados separadamente.
  • US GAAP: Despesas são classificadas por função e diretamente deduzidas das receitas totais ou por subtotal. Receitas e despesas são classificadas em grupos (despesas são apresentadas por função).
  • BR GAAP: Similar às IFRS, exceto pelo tratamento de determinados itens como “não-operacionais” e pelas despesas que devem ser apresentadas por função.

Demonstração dos fluxos de caixa: formato e método

  • IFRS: Exigem classificação em contas padrão, mas são flexíveis quanto ao conteúdo das contas. Permitem a utilização dos métodos direto ou indireto.
  • US GAAP: Classificação em contas de categorias similares em relação às IFRS, mas são mais específicos no que diz respeito à classificação em cada categoria. Permitem a utilização dos métodos direto ou indireto.
  • BR GAAP: Não exigem apresentação. Se voluntariamente apresentadas, as regras assemelham-se às IFRS.

Dica Treasy: Projeção de Fluxo de Caixa – O que é, como fazer e dicas práticas

As Normas da Contabilidade Internacional e a Gestão Orçamentária Best-in-Class

Se você está interessado em IFRS, GAAP e nas questões que envolvem a Contabilidade Internacional provavelmente está buscando uma área de Planejamento, Controladoria e Finanças no estado da arte. Trocando em miúdos, um departamento que coordene o planejamento estratégico, o orçamento empresarial e todo o processo contínuo de geração de informações que dão suporte à tomada de decisões por parte da diretoria da empresa.

Você sabe que quando falamos em IFRS e GAAP, por exemplo, falamos em transparência das informações das demonstrações contábeis. E como você também sabe, essa transparência está totalmente relacionada aos Processos de Gestão Orçamentária, que têm tudo a ver com a área de Planejamento, Controladoria e Finanças no estado da arte mencionado ali em cima. Então, responda a essa pergunta: como estão esses processos? Ou: como você classificaria o nível de maturidade da Gestão Orçamentária?

Para dar uma mãozinha, reunimos toda nossa experiência com empresas dos mais variados portes e segmentos e criamos uma base de conhecimento, ferramentas, metodologias e de melhores práticas de Gestão Orçamentária em escala mundial.  

Todo esse conhecimento você encontra em um e-book (gratuito) elaborado especialmente para ajudar sua empresa a traçar um plano e tornar-se best-in-class. Para acessá-lo, só clicar no banner e fazer o download:

E-book Estágio de Maturidade na Gestão Orçamentária

Neste material você encontrará informações de recursos sobre quando ter uma área de Planejamento e Controladoria, Descentralização Orçamentária, KPI´s, Revisões Orçamentárias, dicas para as empresas em cada estágio, entre outras.

Concluindo

Já que o esperanto não resolve nosso problema de padronizar as normas da Contabilidade Internacional, podemos contar com as IFRS. As IFRS são, portanto, o esperanto da contabilidade: têm o objetivo de internacionalizar e padronizar as normas contábeis.

Além das IFRS temos as GAAP, ou Generally Accepted Accounting Principles. Em português, a sigla significa Princípios Contábeis Geralmente Aceitos. A palavra GAAP vem sempre acompanhada de duas letras, as quais representam o território a que as normas se referem. Assim, temos UK GAAP, por exemplo.

Para o caso deste artigo, trabalhamos com as US GAAP e BR GAAP. Juntamente com as IFRS, as US GAAP podem ser consideradas os procedimentos contábeis mais importantes. Por isso que empresas visando expandir suas oportunidades para outros países têm a necessidade de compreender estas duas normas contábeis.

Mas nós não podemos desconsiderar as BR GAAP! Exatamente por isso, ao traçarmos o comparativo IFRS x BR GAAP x US GAAP conseguimos ter uma noção de como as três normas funcionam na nossa realidade, ou seja, com divulgação de informações financeiras, econômicas e patrimoniais das demonstrações contábeis.

E já que chegamos ao final, esperamos que esse artigo tenha auxiliado a ampliar seu conhecimento sobre as Normas Internacionais de Contabilidade: IFRS x BR GAAP x US GAAP. Então, se esse artigo foi útil para você, compartilhe com seus colegas.


Também publicado em Medium.

Home Fóruns IFRS x BR GAAP x US GAAP: como as normas da Contabilidade Internacional influenciam na gestão orçamentária?

Este tópico contém resposta, possui 1 voz e foi atualizado pela última vez por  Renata Freitas de Camargo 2 anos, 2 meses atrás.

IFRS x BR GAAP x US GAAP: como as normas da Contabilidade Internacional influenciam na gestão orçamentária?

Você deve fazer login para responder a este tópico.