[Treasy Tips] – Como calcular a Lucratividade de Projetos

Publicado dia 9 de setembro de 2016

Treasy Tips é uma sessão especialmente criada para auxiliar os clientes do Treasy a potencializar os resultados obtidos com a adoção da solução em situações praticas de Planejamento e Controladoria. Mas mesmo que você ainda não seja cliente, vale a pena acompanhar os artigos. Temos certeza que serão úteis, independente da ferramenta que você utiliza para Gestão Orçamentária em sua empresa.

Um bom Gerente de Projetos ou Diretor de Operações está sempre de olho nas finanças de seus Projetos. Mas como apresentar isso de maneira que todos entendam e que seja fácil demonstrar que seu projeto está dando lucro ou trazendo resultados pra empresa?

Lucratividade de Projetos

Uma das melhores alternativas é compreender, no modelo da DRE, as análises possíveis de serem feitas sobre a Lucratividade de Projetos.

Mas o que é Lucratividade de Projetos?

Lucratividade, pura e simplesmente, são as receitas de uma empresa, menos suas deduções, custos, despesas e tributos. Para um projeto não é muito diferente. A Lucratividade de um Projeto deve apontar suas Receitas e seus Custos. Em geral, um projeto não terá Despesas Fixas, mas pode ter Despesas Variáveis.

O que preciso para ter essa informação?

É claro que, como estamos falando de projetos inseridos no contexto de uma empresa, as informações por vezes se confundem e se misturam nas contas da empresa. Mas para conseguirmos identificar se o Projeto tem sido vantajoso para a empresa precisamos desses dados separados.

No Treasy começamos a separar esses dados a partir da Receita. Iniciamos criando Canais de Distribuição e Produtos que indiquem os Projetos. Assim, teremos separadas as Receitas Brutas de cada um.

 lucratividade-de-projetos1

Uma vez com as Receitas separadas, as Deduções ficam simples de lidar pois já estarão automaticamente atreladas a mesma estrutura.

Lucratividade de Projetos

Os Custos Variáveis também estarão na mesma estrutura. Mas podemos tratar deles de duas maneiras. Ou fazer um cálculo direto pelo CMV do projeto, caso ele exista:

Lucratividade de Projetos

Ou ainda podemos trabalhar com uma abertura de cada Custo nas Despesas Variáveis:

Lucratividade de Projetos

Nesse segundo caso, podemos perceber que é preciso que cada Projeto seja um Centro de Resultado. Assim eles vão poder receber seus devidos Custos. Nada impede de a empresa continuar com outros Centros de Resultado para as Despesas Operacionais, como também está na imagem.

O importante dessas aberturas é poder deixar tudo que interaja com o Projeto – seja Receita, Custo ou Despesa – antes da Margem de Contribuição. Uma vez que esses dados estejam separados dessa maneira poderemos extrair os resultados mais facilmente.

Como analiso isso na DRE?

A análise da Lucratividade de Projetos na DRE vai ser feita pela Margem de Contribuição. Como todas as Receitas, Despesas e Custos com o Projeto vão estar antes dessa Margem o valor que resultar será o Lucro do Projeto.

Na estrutura da DRE do Treasy, podemos filtrar cada projeto. Nesse caso vamos ver cada Projeto com suas respectivas Receitas, Custos e Despesas. O resultado vai ser o Lucro do Projeto.

Lucratividade de Projetos

Utilizando os filtros, teremos uma Margem de contribuição específica para cada um dos Projetos. 

Lucratividade de Projetos

 

Possíveis análises

Uma vez que tenhamos a Lucratividade de cada Projeto poderemos ver se ele rende Lucro ou Prejuízo para a empresa. Caso o valor da Margem de Contribuição seja Positivo esse Projeto auxilia no desenvolvimento da empresa e sustenta uma parte das Despesas Fixas.

Caso o valor da Margem de Contribuição seja Negativo, isso quer dizer que o projeto não se sustenta e que, com certeza, não ajuda a empresa a crescer. Nesse caso, cabe uma análise mais profunda pra entender os motivos de isso estar acontecendo e se vale o esforço de continuar com esse projeto.

Treasy Tips em vídeo

Pensando na melhor forma de mostrar como aplicar o que foi dito até aqui, preparamos um vídeo mostrando como analisar orçamento em projetos usando sua conta no Treasy. Confira!

Esperamos que o vídeo esclareça eventuais dúvidas sobre como facilitar a sua rotina com a nossa ferramenta, que é parte da Metodologia Treasy de Gestão Orçamentária.

Conclusão

Depois de verificar se cada Projeto é sustentável ou não, outra análise que é possível ser feita é a de os projetos como um todo sustentarem as Despesas Fixas da empresa. Então, nesse caso, se o EBITDA for positivo, significa que os Projetos tem dado Lucro Operacional para a empresa.

Caso seja negativo, isso quer dizer que, mesmo se os projetos estiverem sendo Lucrativos, eles não conseguem sustentar as Despesas Fixas da empresa. Nesse caso, ou está na hora de cortar algumas Despesas Fixas ou aumentar o Lucro/Quantidade de Projetos.

E caso tenha ficado alguma dúvida ou queira algumas dicas para começar, basta entrar em contato (contato@treasy.com.br). Com certeza um de nossos consultores pode te ajudar com os primeiros passos. Você também pode falar por telefone ou pelo Skype direto com o consultor com que já está acostumado conversar.


Também publicado em Medium.

Home Fóruns [Treasy Tips] – Como calcular a Lucratividade de Projetos

Este tópico contém resposta, possui 1 voz e foi atualizado pela última vez por  Rafael Franco Fragalli 2 anos, 9 meses atrás.

[Treasy Tips] – Como calcular a Lucratividade de Projetos

Você deve fazer login para responder a este tópico.