DRE Projetado: um mapa para os resultados da sua empresa

Publicado dia 20 de agosto de 2014

O Demonstrativo do Resultado do Exercício (DRE) é um velho conhecido dos profissionais da área financeira, pois oferece uma síntese dos resultados de uma empresa em um determinado período. E, embora, precise ser elaborado anualmente por obrigação legal por Sociedades Anônimas (S.A.) e empresas Limitadas (Ltda.), também pode ser apurado pelas outras empresas para auxiliar na gestão empresarial.

DRE projetado

De forma bem resumida, podemos dizer que o DRE é o relatório que mostra da maneira mais objetiva possível se a empresa está cumprindo seu propósito como atividade econômica: gerar lucro. Ou seja, ele organiza as informações referentes às receitas, aos custos e às despesas de uma forma lógica, mostrando seu resultado final — independentemente de ter sido lucro ou prejuízo.

Porém, este relatório também pode ser usado para fazer uma projeção de resultados de um negócio. Neste caso, ele é chamado de Demonstrativo do Resultado do Exercício Projetado e trabalha com outras ferramentas de gestão, como o orçamento empresarial. Quer entender melhor como funciona este documento e como estruturá-lo para garantir bons resultados para a sua empresa? Então siga com a gente!

O que é o DRE Projetado?

O Demonstrativo do Resultado do Exercício Projetado segue a mesma estrutura lógica do DRE, com a diferença na origem dos dados. Enquanto no modelo tradicional o relatório apresenta o resultado consolidado de um período, com dados vindos do fluxo de caixa, por exemplo, no projetado, as informações são provenientes do orçamento empresarial, como a projeção de vendas, as deduções, os custos operacionais e as despesas.

Por isso que o DRE Projetado permite à empresa fazer uma projeção de resultados a serem alcançados para um período planejado. Ao comparar as receitas, os custos e as despesas, é possível saber se existe viabilidade do ponto de vista econômico. Em outras palavras, o DRE mostra qual lucro a empresa terá se conseguir realizar o que está sendo planejado.

De maneira bem prática, podemos dizer que o DRE Projetado consolida e exibe o resultado obtido com as informações registradas no orçamento empresarial. Além disso, este demonstrativo possibilita aos executivos realizarem simulações e se prepararem para uma variedade de cenários futuros, considerando diferentes alternativas para tomar decisões relacionadas ao tratamento de custos, despesas e investimentos.

O DRE Projetado, gerado com base no processo orçamentário, é considerado um dos demonstrativos mais importantes para o gestor na realização do planejamento econômico, uma vez que informa qual a disponibilidade de recursos da empresa para a realização de investimentos, para o pagamento de despesas ou simplesmente para a realização de reservas para ações futuras.

Bom, antes de entrarmos na parte prática, aproveitamos para disponibilizar a você uma planilha com um modelo de DRE. Com ela, você consegue fazer a projeção do DRE, acompanhar o desempenho do seu negócio e, ao fim do exercício, consolidar o resultado da sua empresa. Para fazer o download gratuito, é só clicar na imagem abaixo:

Planilha Modelo de Demonstrativo de Resultados do Exercício (DRE)

Como fazer a projeção de resultados da sua empresa

Como já dissemos, o DRE Projetado segue a mesma linha do DRE tradicional, inclusive no que diz respeito à sua estrutura. Na imagem abaixo, você tem um modelo de DRE Projetado:

Projeção de resultados

Na imagem, estão demonstradas as linhas que compõem o DRE e também a ordem na qual cada informação deve aparecer. O mais importante é atentar aos sinais que demonstram como realizar o cálculo entre cada uma dessas informações, obtendo os resultados parciais e o resultado final da empresa. Veja um exemplo de como fazer os cálculos do DRE na prática:

Como fazer a projeção de resultados

Neste exemplo, além da informação projetada, também temos as colunas para os dados realizados e para a comparação das duas informações. Isso dá ao gestor a visão dos principais desvios ocorridos entre o planejado e o realizado. Por isso, tão importante quanto fazer a projeção do DRE é acompanhar os resultados.

Assim como acontece no orçamento empresarial, em que é preciso estar sempre de olho para saber se o que foi planejado está sendo realizado, também é essencial analisar as informações registradas para verificar se a projeção do DRE está sendo cumprida. Não é uma tarefa difícil, mas pode ser um pouco trabalhosa, não podemos mentir.

Você precisa voltar à projeção do DRE e apontar tudo o que foi realizado naquele período da previsão. Na sequência, é preciso fazer as contas para saber se o realizado alcançou o projetado. O resultado pode ser apresentado de duas formas: em valores inteiros ou em percentual. No caso do nosso modelo, temos as duas opções: o valor real e o percentual. Para chegar aos resultados é simples. Para o valor real, basta diminuir o realizado do planejado. Para o percentual, uma regra de 3 resolve.

Porém, é preciso atenção com um detalhe: o sinal que mostra como fazer os cálculos. Se ele for positivo, como no caso das receitas, é importante que o realizado seja igual ou maior que o planejado. Porém, se ele for negativo, como nos custos e despesas, o objetivo é que o realizado seja sempre menor que o planejado, assim, você saberá que houve economia de recursos.

Este processo de comparar sistematicamente o que está sendo realizado com o que foi planejado é conhecido como acompanhamento econômico ou controle orçamentário, assunto que pode ser melhor entendido se você clicar aqui e acessar nosso artigo específico sobre este tema.

Análise do DRE Projetado x Histórico

Ao finalizar o processo de projetar os resultados, outra análise simples, mas extremamente importante, é a comparação dos resultados projetados com os resultados realizados do ano anterior, também chamados de dados históricos. Abaixo, temos um modelo de como essa comparação pode ser estruturada:

Projeção do DRE

 

Funciona como o projetado X realizado, porém, agora, você vai comparar o que pretende alcançar com o que foi alcançado no ano anterior. Aqui, o principal ponto de atenção é em relação à variação que pode ser encontrada. Se ao final do processo de comparação os resultados projetados estiverem iguais ou muito próximos aos resultados consolidados no exercício que passou, um sinal de alerta deve ser aceso.

Demonstrativo do resultado do exercício projetado

Por que estamos dizendo isso? Porque manter um resultado financeiro não é o mesmo que permanecer com o mesmo tamanho. A empresa estará,

neste caso, diminuindo. É isso mesmo! Lembre-se que toda empresa precisa crescer ano a ano, no mínimo, o suficiente para compensar as perdas causadas pela inflação. Então, se nessa comparação projetado X histórico o crescimento foi de 4%, mas a inflação ficou em 7%, seu negócio está perdendo.

Por isso que, além de olhar para o futuro, é preciso dar uma espiada por cima dos ombros e ver como foram os resultados do exercício anterior. Isso ajudará a avaliar se os números que sua empresa está projetando como metas a serem alcançadas fazem sentido.

Mas, claro, não adianta nada fazer uma projeção do DRE super otimista só para ficar bonito no papel. Volte ao seu orçamento, faça as análises necessárias e veja qual o melhor caminho para manter o negócio no caminho do crescimento.

Aqui na Treasy, criamos uma metodologia própria para fazer a gestão orçamentária. E ela pode, inclusive, ajudar muito nesse processo de projetar o futuro, uma vez que já entendemos que o DRE Projetado anda de mãos dados com o orçamento empresarial, não é mesmo? Para conhecer como trabalhamos com nosso clientes, você pode assistir ao webinar 5 passos para eliminar o abismo entre a estratégica e a execução. Para acessá-lo, é só clicar na imagem abaixo:

Webinar 5 passos para eliminar o abismo entre o planejamento e a execução

Bom, e se mesmo planejando e projetando com base em dados sólidos os resultados não estão acontecendo como o esperado, não precisa ficar desesperado. Ainda há a possibilidade de fazer revisões orçamentárias durante o período do exercício. Com elas, a empresa pode buscar maneiras de chegar a um resultado mais favorável, seja reduzindo custos e despesas, seja identificando formas de vender mais.

Conclusão

O DRE Projetado, como vimos ao longo do artigo, é mais uma ferramenta que pode ser usada para auxiliar na gestão financeira do seu negócio. Ao apresentar como pode vir a ser o resultado no próximo exercício, este relatório consegue antecipar quais medidas podem ser tomadas para corrigir erros e, por que não, melhorar ainda mais a lucratividade e a rentabilidade da empresa.

Contudo, ele precisa de um pouco de dedicação para se consolidar. Lá no início, disponibilizamos uma planilha para você começar esse trabalho. Mas também podemos oferecer ferramentas que facilitam esse trabalho. Ao longo do artigo, demos exemplos de como fazer a projeção do DRE, certo? Neles, utilizamos o Treasy, o nosso sistema online para planejamento e controladoria, para realizar as projeções e análises. Para saber como ele funciona, clique na imagem abaixo e teste gratuitamente:

Cadastre-se no Treasy

Esperamos que este artigo tenha sido útil a você. Deixe um comentário contando o que achou e compartilhe conosco qualquer outro conhecimento que possa contribuir com o tema. Fique à vontade também para compartilhar este post com seus colegas.

Toda semana publicamos aqui artigos relacionados a planejamento, orçamento e acompanhamento econômico-financeiro. Também publicamos mensalmente materiais gratuitos para download como modelos de planilhas, white papers e e-books.

Se você ainda não é assinante de nossa newsletter, cadastre-se para receber este e outros artigos por e-mail, ou nos acompanhe nas redes sociais para ficar por dentro de tudo que acontece por aqui.


Também publicado em Medium.

1 comentário

Deixe um comentário

Você precisa estar logado para postar um comentário. Clique aqui para fazer o login