Menu

Resultado Operacional e Resultado Líquido: como analisar o resultado no DRE

Publicado dia 12 de setembro de 2018

Resultado Operacional x Resultado LíquidoNo universo financeiro, profissionais contam com diversas métricas e indicadores, bem como com relatórios que os ajudam a avaliar como andam os negócios. Quando falamos nisso estamos nos referindo, claro, à saúde financeira da organização.

Dentre os relatórios utilizados por profissionais da área financeira, temos o Balanço Patrimonial (BP), Demonstrativo de Resultados de Exercício (DRE) e Demonstrativo de Fluxo de Caixa (DFC). Para o artigo de hoje queremos chamar sua atenção para o DRE. Além de outras coisas, este relatório apresenta o lucro ou prejuízo líquido do exercício. Acontece que, além do resultado líquido, existe o resultado operacional.

Você sabe a diferença entre Resultado Operacional e Resultado Líquido? Em caso negativo, não se preocupe: esclarecemos tudo neste artigo!   

Começemos falando sobre DRE

O Demonstrativo de Resultados do Exercício (DRE) é um relatório que oferece uma síntese econômica completa das atividades operacionais e não operacionais de uma empresa em um determinado período de tempo, demonstrando claramente se há lucro ou prejuízo.

O DRE trabalha com o regime de competência, ou seja, o registro do evento se dá na data em que aconteceu. Em outras palavras, quando a contabilidade fala de regime de competência está se referindo ao registro do documento na data do fato gerador, ou seja, não importa quando a empresa terá o recebimento monetário, mas sim quando as transações ocorrerão.

Por exemplo, se seu cliente comprou um produto da sua empresa no dia 30/07 e realizará o pagamento em 3x de R$ 100, a contabilidade registrará o valor de R$ 300,00 na competência.

O DRE representa o Resultado Líquido do exercício, ou o Resultado Líquido do período. Observe a estrutura de DRE:

dre-demonstração-de-resultados-do-exercício

Perceba que na estrutura do DRE temos, ao final, o Resultado Líquido, obtido a partir da subtração dos impostos e taxas pagas sobre o lucro bruto. Esse valor corresponde ao resultado final da empresa, considerando os ganhos e perdas do período. Ele é de fundamental importância para as mais diversas tomadas de decisões, como realizar financiamentos próprios, investimentos ou para ser dividido entre sócios, acionistas e funcionários.

Sabendo da importância dessa linha no relatório, entenda melhor o que é o Resultado Operacional e qual a diferença em relação ao Resultado Líquido.

Resultado Operacional x Resultado Líquido: entendendo cada um

Começaremos pelo Resultado Líquido, que nada mais é do que o lucro da empresa após a dedução de todos os custos do exercício. Trocando em miúdos, trata-se do que resta da receita de uma empresa, ou seja, seu lucro líquido.

E o que é Resultado Operacional? Basicamente, dizemos que é o Resultado Operacional que mostra como anda a lucratividade de um negócio. Isso porque, como o nome sugere, é ele que apresenta a quantas andam as operações da empresa, pois trata dos lucros gerados exclusivamente pelas operações do negócio. Por esse motivo é que conhecer o Resultado Operacional é vital para qualquer empreendedor/gestor.

Para você entender melhor, o Resultado Operacional é também conhecido por EBIT (lucro antes dos juros e impostos). Se você analisar de novo a estrutura de DRE, verá que para encontrar o Resultado Operacional deve-se subtrair depreciação, amortização e exaustão e outras receitas e despesas.

Você pode estar se perguntando: Resultado Operacional é o mesmo que Resultado Bruto? Negativo, pois para obter-se o último temos que descontar apenas as despesas variáveis, enquanto que, como vimos, o Resultado Operacional tem a ver com o lucro antes dos juros e impostos.

Então, para resumir o que falamos até aqui, tenha em mente que:

  • O Resultado Operacional representa o lucro da empresa com suas operações e desconsidera juros e impostos.
  • O Resultado Líquido representa o montante que resta da receita de uma empresa após a dedução de todos os custos do exercício. Ao analisar a estrutura de DRE, você verá que para obter o Resultado Líquido deve-se obter o Resultado Operacional.

Como calcular o Resultado Operacional e o Resultado Líquido?

Para que você consiga entender, vamos começar pela fórmula do Resultado Líquido:

Resultado Líquido = Resultado Operacional – Despesas Financeiras

Resultado Operacional BrutoAgora, acompanhe o raciocínio: o Resultado Operacional diz respeito às movimentações que fazem parte das operações do negócio, certo? Pois bem, essas movimentações podem ser tanto as entradas quanto as saídas de dinheiro. Isso significa que estamos falando de:

Sendo assim, para encontrarmos o Resultado Operacional temos que utilizar a fórmula:

Receitas

(-) Custos Variáveis

(-) Despesas Fixas

(-) Investimentos

= Resultado Operacional

Esclarecendo:

  • Custo Variável é aquele que sofre alterações em curto prazo, geralmente relacionadas a alguma variável na produção e nas vendas. Como exemplo, matéria-prima, os insumos produtivos e os tributos. Ou seja, quanto mais a empresa vender, maior será o custo variável, pois há uma relação direta entre os dois fatores. Saiba mais neste artigo.
  • Despesas Fixas são aquelas que não possuem nenhuma relação com o custo do produto (seja a produção ou compra de mercadorias). Isso quer dizer que, independentemente das vendas mensais ou dos custos de produção, as despesas fixas permanecerão as mesmas. Saiba mais neste artigo.
  • Investimento é todo dinheiro que sai da empresa com a expectativa de aumentar os lucros. Falamos sobre isso neste artigo.

Analisando o Resultado Operacional e o Resultado Líquido

Entendemos a relação Resultado Operacional x Resultado Líquido. Também vimos a fórmula de cada um. A pergunta agora é: como utilizá-los na prática?

  • Um Resultado Operacional positivo significa que a operação está saudável, uma vez que ele representa o quanto de dinheiro entra na sua empresa por conta dessas operações.
  • Um Resultado Líquido negativo é sinal de alerta, pois significa que há problemas na disponibilidade de caixa.
  • Quando o Resultado Líquido é maior que o Resultado Operacional também é sinal de alerta, pois significa que grande parte das entradas de dinheiro não têm a ver com as operações da sua empresa, mas sim porque houve captação de dinheiro por outras fontes (como exemplo: dinheiros de sócios).

Percebe o quão importante é a análise do Resultado Operacional e Financeiro? Como comentamos, com o DRE é possível obter as informações referentes a ambos os resultados.

Acima apresentamos a estrutura de um Demonstrativo de Resultados de Exercício. Caso você ainda esteja se batendo para montar o seu DRE, nós podemos te ajudar. Disponibilizamos gratuitamente uma planilha com um modelo de DRE para acompanhamento do desempenho econômico de sua empresa. É só clicar no banner abaixo para fazer o download:

Planilha Modelo de Demonstrativo de Resultados do Exercício (DRE)

Resultado Líquido e Operacional: pensando adiante

Como o mundo financeiro é baseado em dados, você vai concordar que não basta apenas saber como está o Resultado Operacional ou o Resultado Líquido da sua empresa. É preciso saber o que a espera no futuro. Isso é possível por meio da projeção do DRE, que é especialmente importante por dois motivos em especial:

  • Permite à empresa fazer uma previsão do resultado (lucro) a ser alcançado para o período planejado.
  • Possibilita aos executivos realizar simulações e se preparar para uma variedade de cenários futuros, considerando diferentes alternativas para tomar decisões relacionadas ao tratamento de custos, despesas e investimentos.

Ao comparar as receitas, os custos e as despesas, é possível saber se existe a viabilidade do ponto de vista econômico. Em outras palavras, a projeção do resultado do exercício responde à pergunta: qual lucro a empresa terá se conseguir realizar o que está sendo planejado?

Para obter o DRE Projetado deve-se partir de dados obtidos com o Orçamento Empresarial, tais como o orçamento de vendas, orçamento de deduções, orçamento de produção e o orçamento de despesas operacionais. Mas, por que do orçamento?

É no Orçamento Empresarial que estão previstas as entradas e saídas de dinheiro da sua empresa. Quando trabalhamos com o DRE projetado, além da informação dos dados realizados, temos a informação planejada, ou seja, o que foi definido no Orçamento Empresarial. Veja abaixo:

Resultado-operacional

Ao observarmos a imagem acima, vemos que além da informação planejada, há a coluna do realizado e outra que compara ambas informações, dando ao gestor a visão dos principais desvios planejado x realizado. Essa informação será fundamental para que gestores analisem não apenas como anda a empresa hoje, mas quais são as projeções para o futuro.

Outra análise importante é a comparação dos resultados projetados com os resultados realizados do ano anterior (Análise DRE Projetado x Histórico). Veja abaixo:

Resultado operacional líquido

Para fazer a análise projetada do resultado do exercício você pode utilizar uma planilha. No caso deste artigo, para melhor exemplificar nós nos baseamos em uma metodologia que desenvolvemos após um extenso estudo com cerca de 3 mil empreendedores. Caso queira entender melhor e conhecer a metodologia, assista ao webinar gratuito:

Webinar Previsiblidade Financeira - Tenha um Controller

Concluindo

O Resultado Operacional e o Resultado Financeiro apresentam informações diferentes, pois:

  • O Resultado Operacional representa o lucro da empresa com suas operações e desconsidera juros e impostos.
  • O Resultado Líquido é a subtração do Resultado Operacional com as Despesas Financeiras.

Ambos os resultados são extremamente úteis para uma empresa, pois mostram se suas operações estão trazendo dinheiro, ou se as mesmas estão tendo baixo desempenho, isto é, trazendo prejuízos ao negócio. Além disso, é fundamental que sua organização se atente também à projeção dos resultados, uma vez que isso servirá de base para que decisões sejam tomadas muito mais precisamente.

Esperamos que este artigo tenha sido útil a você. Deixe um comentário contando o que achou e compartilhe conosco qualquer outro conhecimento que possa contribuir com o tema. Fique à vontade também para compartilhar este post com seus colegas.

Toda semana publicamos aqui artigos relacionados a planejamento, orçamento e acompanhamento econômico-financeiro. Também publicamos mensalmente materiais gratuitos para download como modelos de planilhas, white papers e e-books.

Portanto, se você ainda não é assinante de nosso newsletter, cadastre-se para receber este e outros artigos por e-mail, ou nos adicione nas redes sociais para ficar por dentro de tudo que acontece por aqui.

Talvez você também queira ler um destes:


Também publicado em Medium.

Os comentários estão fechados.