Como administrar os custos logísticos? Tudo sobre uma gestão dos custos logísticos completa!

Publicado dia 6 de janeiro de 2018

Custos Logísticos

Registra a história que, após a Segunda Guerra Mundial, a indústria de uma maneira geral procurou preencher lacunas de demandas. Com isso, o consumo foi gradativamente aumentando. Este cenário abriu espaço para um instrumento de gestão já conhecido para atuar na distribuição física dos produtos e abrangendo atividades como estocagem, movimentação e transporte de materiais. Estamos falando da logística.

Com o passar do tempo ela ganhou ainda mais importância, pois sua busca passou a ser também a satisfação de todos os integrantes da cadeia de suprimentos, o que inclui, claro, os clientes. Exatamente por isso é que em dias atuais a logística exerce uma função estratégica, sendo que por meio de otimização de suas operações ela apoiar na maximização dos resultados.

Um dos fatores relacionados com a logística são os Custos Logísticos que os controllers precisam ter ciência para incluí-los no Orçamento. Por isso, agora queremos convidá-lo a acompanhar o que preparamos para ajudá-lo a entender como administrar os custos logísticos a fim de reduzi-los e conseguir ganhar vantagem competitiva.

O que são Custos Logísticos?

Custos Logísticos são todos os gastos relacionados ao processo logístico, como: custos de estocagem dos produtos, manutenção do inventário, embalagens, movimentação dos materiais, carga tributária, transporte, planejamento operacional, entre outros. Sua importância é tamanha, que empresas que não levam a sério os custos fixos e variáveis da cadeia logística tendem a ter prejuízos que podem ser irreversíveis.

Para a Gestão de Custos Logísticos, as organizações precisam encontrar o equilíbrio entre custo e desempenho. Isso significa que, além de entender os custos fixos e variáveis, é necessário compreender outros tipos de custos logísticos que interferem na maximização dos resultados da empresa. São eles:

  • Custos de Armazenagem (estoque)
  • Custos com Transporte
  • Custos com Embalagens
  • Custos com Tecnologia
  • Custos com Pessoal

Falaremos sobre cada um deles adiante, mas primeiro, abordaremos a questão dos Custos Fixos x Custos Variáveis.

Custos Logísticos: Custos Fixos x Custos Variáveis

Os Custos Variáveis, como o próprio nome sugere, são aqueles que variam proporcionalmente com o volume de produção ou atividades produtivas da empresa. Em outras palavras, seus valores dependem diretamente do volume produzido, que por sua vez vai variar conforme o volume de vendas efetivado num determinado período. Itens classificados como custos variáveis são:

  • Matérias-primas;
  • Insumos produtivos (água, energia elétrica, combustíveis, etc.);
  • Embalagens;
  • Mão de obra industrial (própria ou terceirizada);
  • Materiais e suprimentos para produção.

Importante ressaltar que quando falamos de custos logísticos um dos itens que mais oneram todo o setor de logística é o preço do combustível.

Com relação aos Custos Fixos, eles são o contrário dos variáveis, ou seja, não variam com o volume produzido ou atividades produtivas da empresa. Nesta lista entram itens como:

Ao falar de custos fixos é importante não fazermos confusão com as despesas fixas. Neste artigo explicamos melhor sobre isso. Também desenvolvemos um infográfico gratuito que trata a gestão e classificação dos desembolsos de uma empresa. Com ele você compreenderá melhor como são formados os desembolsos de sua empresa. Para acessá-lo, clique na imagem abaixo:

Infográfico-para-Análise-e-Gestão-de-Desembolsos-Banner---Infográficos

Como você pode ver, projetar os custos fixos e variáveis é de suma importância, pois eles irão interferir no somatório final dos custos logísticos. Todavia, para a Gestão dos Custos Logísticos existem outros fatores que precisam ser levados em consideração.

Como administrar os Custos Logísticos?

Aqui, não tem segredo. Para administrar os custos logísticos é preciso saber identificá-los. Ao fazer essa identificação você poderá analisar um a um e verificar aqueles que estão pesando no orçamento e impactando negativamente nos resultados da empresa.

Uma vez identificados os tipos de custos logísticos, saber os custos fixos e variáveis que compõem a estrutura de cada um deles é fundamental, pois isso permitirá a elaboração de uma estratégia mais focada na rentabilidade.

Tipos de Custos Logísticos

Tipos de custos logísticos

Ok, entendemos que saber como administrar custos logísticos tem a ver com identificá-los. Ao fazer essa identificação, você poderá analisar um a um e verificar aqueles que estão pesando no orçamento e impactando negativamente nos resultados da empresa. Assim, para os tipos de Custos Logísticos, abordaremos:

  • Custos de Armazenagem e Estoque
  • Custos com Transporte
  • Custos com Embalagens
  • Custos com Tecnologia
  • Custos com Pessoal

Custos de Armazenagem e Estoque

Como você deve imaginar, um custo significativo na Gestão de Custos Logísticos diz respeito à armazenagem. Todos os custos referentes ao que é necessário para a empresa armazenar seus produtos de maneira adequada entram aqui. Nesta lista, temos:

  • Aluguel de armazenagem;
  • Aquisição de paletes;
  • Instalações e equipamentos;
  • Custos com pessoal responsável pela armazenagem;
  • Etc.

A produção que não é vendida gera os custos de armazenagem, pois o armazenamento, além de consumir espaço, exige cuidados para que os produtos não danifiquem ou fiquem obsoleto. Em ambos os casos teremos custo de manutenção de capital, o que influenciará negativamente nos resultados financeiros da empresa.

Por isso, custos com armazenagem estão ligados à rotatividade do estoque, pois se a empresa estiver produzindo mais do que vende, terá que arcar com custos para armazenagem da produção. Para resolver esse problema é essencial saber qual é o giro de estoque, pois isso proporcionará um equilíbrio da produção da sua empresa com o ritmo de vendas dos produtos. Caso você precise saber mais sobre o assunto, recomendamos o artigo: Controle de Estoque: você sabe qual é o Giro de Estoque ideal para sua empresa?

Outro fator que sofre com a estocagem de materiais e, por consequência impacta nos custos logísticos, é o Custo de Oportunidade, pois ao imobilizar o capital em estoque a empresa não consegue, por exemplo, aplicar esse capital no mercado financeiro.

Custos com Transporte

Falamos que o combustível é um dos itens que mais oneram os custos logísticos, lembra? Por isso, entre os itens que mais pesam e influenciam no orçamento empresarial estão os custos com transporte, que alcançam cifras consideráveis.

Temos que lembrar que custos com transporte vão além de custos com combustíveis. Pense na malha rodoviária do Brasil. Caminhões geralmente fazem trajetos de longa distância e estão sujeitos a problemas que incluem desde a má estrutura das nossas rodovias até riscos de acidentes e roubos de carga. Como você imaginar, isso faz com que o preço do transporte se eleve o que, por consequência, aumenta os custos logísticos.

Portanto, nos custos com transporte é preciso considerar itens como:

  • Aquisição de veículos;
  • Manutenção da frota;
  • Depreciação;
  • Combustível;
  • Entre outros.

Custos com Embalagens

Seja para transportar itens frágeis ou para o transporte de itens que não possuem risco de se danificar, as embalagens são utilizadas para tornar todo o processo de transporte mais seguro. Como vimos, elas entram na lista de custos variáveis, logo, na Gestão de Custos Logísticos as mesmas não podem ficar de fora.

Custos com Tecnologia

Grande parte das empresas que possuem um setor de logística investem capital de giro em tecnologia e inovação. Isso é normal, já que processos que compõem o cenário da logística tendem a ser otimizados.

Falamos sobre a questão do roubo de cargas no transporte de mercadorias. Investir em tecnologia significa, por exemplo, utilizar sistemas de rastreamento e monitoramento de veículos e cargas. Apesar de falarmos em investimento, temos que considerar que tudo que a empresa desembolsar para trazer mais tecnologia e inovação à logística interfere nos custos logísticos. Portanto, no final das contas os controllers terão que contabilizar todo esse investimento como um custo.

Custos com pessoal

Como tudo em uma empresa, são graças aos recursos humanos que suas operações diárias são executadas. Por isso, ao colocar na ponta do lápis os custos logísticos deve-se considerar a mão de obra necessária para o trabalho. Nessa conta devem entrar:

  • Salários: remuneração direta paga ao funcionário pelo trabalho realizado. Estes gastos podem ser classificados ainda em salários fixos ou salários variáveis.
  • Encargos: são taxas legais obrigatórias, que podem ser pagas diretamente ao funcionário (como férias, adicional de férias, 13º salário, hora extra, hora noturna, insalubridade, periculosidade, ausência remunerada, repouso remunerado (DSR) e licenças), ou ainda os valores que não vão diretamente para o bolso dos funcionários, mas compões benefícios e garantias ao trabalhador (como o INSS e o FGTS).
  • Benefícios: já os benefícios são valores adicionais que a empresa oferece para seus colaboradores, como auxílio transporte, auxílio refeição, plano de saúde, plano odontológico, auxílio medicamentos, bolsas de estudos, previdência privada, entre outros.

Além dos itens acima, é preciso prever no orçamento de gastos com pessoal os reajustes e renegociações, como por exemplo o dissídio coletivo (reajuste anual para reposição das perdas do poder aquisitivo ocasionadas pela inflação), os reajustes previstos em contratos para planos de saúde, planos odontológicos, aumentos no valor de vale transporte e vale alimentação e até mesmo os aumentos de salários reivindicados pelos funcionários periodicamente.

Caso queira se aprofundar mais no assunto, sugerimos o artigo Planejamento e Orçamento de Recursos Humanos: tudo que você precisa saber sobre Projeções de Salários, Encargos, Benefícios, Contratações e Demissões em um só lugar!. Mas se você quiser conhecer o assunto em detalhes, recomendamos bastante o download gratuito do e-book. Basta clicar na imagem abaixo:E-books-Planejamento-e-Orçamento-de-Recursos-Humanos-Banner

Como diminuir os custos logísticos?

Entendemos que custos com estoque, transporte, embalagens, tecnologia e pessoal interferem nos custos logísticos. Bom, agora temos que pensar em como administrar os custos logísticos a fim de reduzi-los para que a empresa consiga maximizar seus resultados.  

Assim como em qualquer negócio, quando falamos em custos logísticos tudo começa com o estabelecimento de metas. Ao estipular onde a empresa quer chegar, fica mais fácil planejar os recursos que a auxiliarão, o que fará com que a Gestão dos Custos Logísticos seja direcionada para apoiar a empresa a atingir seus objetivos.

Não podemos também deixar de falar da gestão de estoques, especialmente por ela envolver custos como aquisição, espaço, manutenção e mão de obra (para citar alguns). Por isso, o controller deve calcular o giro de estoque e, justamente com o gestor da área, deve avaliar qual sistema de gerenciamento de estoque (Just in Time ou Just in Case) melhor se aplica ao negócio. Isso ajudará a reduzir os custos logísticos.

Falamos também que o combustível entra como um dos itens que mais elevam os custos de logística. Pois bem, aqui a dica é ter um gestor de frotas acompanhando de perto a performance dos veículos (especialmente na quantidade de litros gastos por quilômetro rodado). Outra boa prática para reduzir as despesas com combustível é procurar bons fornecedores e negociar valores.

Como controller, um item fundamental que você precisa (deve!) acompanhar são os indicadores de desempenho. Também conhecidos como KPIs, do inglês Key Performance Indicators (ou Indicadores Chave de Desempenho), eles nada mais são do que métricas que apoiam nas tomadas de decisão. Na logística, tenha eles como termômetros que o ajudarão a detectar problemas operacionais que estejam aumentando os custos logísticos. Desse modo, você estará mais apto a identificar aqueles que podem ser cortados.

Indicadores a serem avaliados são:

  • Custo médio por viagem;
  • Custo com manutenções preventivas e corretivas;
  • Consumo de combustível por km rodado;
  • Índice de depreciação dos veículos;
  • Índice de multas;
  • Sinistros.

Não esqueça também de que é necessário mapear todos os processos que envolvem a logística da empresa. Ao fazer isso, o controller obterá uma noção muito mais abrangente do setor. Desse modo, conseguirá identificar problemas que estejam impedindo a redução de custos logísticos e elaborar planos de ação para reduzir os gastos.

Concluindo

A gestão de recursos financeiros deve ser realizada da forma mais acurada possível. Até aqui, nenhuma novidade para um profissional da área de planejamento e controladoria, não é mesmo? Dentre as várias áreas de uma empresa que tem o desempenho financeiro monitorado constantemente está a de logística.

Neste artigo abordamos os Custos Logísticos, que são todos os gastos relacionados ao processo logístico, como: custos de estocagem dos produtos, manutenção do inventário, embalagens, movimentação dos materiais, carga tributária, transporte, planejamento operacional, entre outros.

Os Custos Logísticos, aliás, interferem diretamente no orçamento empresarial. Ao elaborá-lo, como controller você precisa responder a perguntas como:

  • Conseguiremos escoar essa produção?
  • Temos onde estocar os produtos?
  • Precisaremos investir na ampliação do esquema logístico e contratar mais pessoas?

Perceba que o orçamento seja elaborado de forma eficaz esses pontos precisam ser levados em consideração. Por isso, entender como administrar os custos logísticos a fim de reduzi-los é primordial.

Esperamos que este artigo tenha sido útil a você. Deixe um comentário contando o que achou e compartilhe conosco qualquer outro conhecimento que possa contribuir com o tema. Fique à vontade também para compartilhar este post com seus colegas.

Toda semana publicamos aqui artigos relacionados a planejamento, orçamento e acompanhamento econômico-financeiro. Também publicamos mensalmente materiais gratuitos para download como modelos de planilhas, white papers e e-books.

Portanto, se você ainda não é assinante de nosso newsletter, cadastre-se para receber este e outros artigos por e-mail, ou nos adicione nas redes sociais para ficar por dentro de tudo que acontece por aqui.


Também publicado em Medium.

Home Fóruns Como administrar os custos logísticos? Tudo sobre uma gestão dos custos logísticos completa!

Este tópico contém resposta, possui 1 voz e foi atualizado pela última vez por  Renata Freitas de Camargo 1 ano, 11 meses atrás.

Como administrar os custos logísticos? Tudo sobre uma gestão dos custos logísticos completa!

Você deve fazer login para responder a este tópico.